segunda-feira, 11 de outubro de 2010

2º ANOS EXPÕEM SOBRE LITERATURA ROMANTISMO, REALISMO E NATUARALISMO 2010

VEJA OS VÍDEOS "ROMANTISMO/REALISMO-NATURALISMO EM PAUTA"

EQUIPE SOB A BATUTA DE TAMIRES SANTANA/2ºA





OLHA O GRUPO DE DRIELLE. STEFANNY, VICTOR, CAMILA, LETÍCIA E VANESSA - 2º ANO B/2010
HÁ TAMBÉM TESTES ESPERANDO POR TUA PARTICIPAÇÃO
VAMOS A ELES...






VÁ NESTE SITE http://fredb.sites.uol.com.br/mpbc.html LÁ APRESENTA UM ESTUDO DE MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS” DOS PROFESSORES ROBERTO ALVES E FREDERICO BARBOSA.




  LEITURA DE ROMANCES, CONTOS, POEMAS E DRAMAS (JÁ ESCOLHIDOS PELOS GRUPOS).  EM SEGUIDA,  DESENVOLVER A PROPOSTA ABAIXO:  
 
Após a leitura do romance escolhido, prepare um seminário sobre a obra com base nos aspectos a seguir:

1.     Análise do enredo
a.       Reconstituição da história (O que conta o romance/não pode ultrapassar 500 palavras em um único parágrafo).
b.      Começo e epílogo do romance (como se organiza o relato).
c.       Andamento da ação (Qual o ritmo do narrado: ações central e secundárias/conflito e clímax).
IMPORTANTE LEMBRAR QUE, EM UM ROMANCE, OS DRAMAS SÃO MÚLTIPLOS E DEVEM, DE ALGUMA FORMA, ESTAR LIGADOS AO CONFLITO CENTRAL, EM TORNO DO QUAL GRAVITAM, COMO SATÉLITES.
2.     Análise do espaço
a.      Onde ocorre o relato (espaço físico; cenário e espaço social).
b.      Que lugares são descritos e quais as locações privilegiadas no enredo).
c.       Há preocupação com a paisagem.
d.      Que ambientações predominam (externa e interna).
3.     Análise do tempo (cronológico ou linear, psicológico ou vertical e social)
a.       Quando se passa a história (Que tempo ela abrange. Os fatos temporais dizem respeito à cronologia histórica, desde o inicio da narração. O narrador usa o tempo disciplinarmente).
b.      É possível medir o lapso temporal (Quebras da sequência linear dos acontecimentos ou localização temporal/uso de “flashback”, cuja função é dar conta de fatos ocorridos anteriores ao acontecimento principal do relato e/ou há momento de comentários ou verticalidade).
c.       Trata-se de um romance de tempo cronológico ou tempo psicológico (Há algum uso especial do tempo psicológico. Que importância tem isso).
d.      Observa-se a presença do tempo social (tempo do contexto político-social-cultural/histórico).  

4.     Análise das personagens
a.       Quanto são as personagens.
b.      Quais as personagens principais (protagonistas/antagonista) e quais os secundários (coadjuvantes). São planas ao longo do período de relato (Estão sempre iguais, não surpreendem, estáticas e inalteráveis). Há personagens figurantes ou apenas nomeadas.
c.       De acordo com a profundidade, as personagens podem ser: planas ou bidimensionais ou esféricos ou tridimensionais (redondas). Surpreende o leitor, pois se aproxima do
d.      Faça uma análise das personagens principais (Com são quanto aos aspectos físicos e comportamentais. São analisadas psicologicamente. Que tipo de comportamento as personagens apresentam).
e.       Existe algum personagem-tipo/caricatural.

5.     Análise do foco narrativo
a.       Quem conta a história. Existe onisciência (o narrador conhece todos os pormenores e acompanha as personagens em todos os pensamentos. Acompanha tudo com se fosse um cameraman. Provoca a sensação de dirigir o leitor).
b.      Existe intromissão do narrador (Isso é importante dentro do enredo).
c.        Há mistura de focos narrativos.

6.     Análise da linguagem
a.       Qual o tipo de discurso/vozes predominante (Direto, indireto e/ou indireto livre).
b.      Existe descrição (Comentar).
c.       Como é a narração.
d.      Há dissertação.

7.     Comentário final
a.      Quais os tipos de níveis o romance oferece?
b.      Quais são os temas enfocados?
c.       Que tipo de mensagem foi transmitida?
d.      Que tipo de crítica social se teceu?

APÓS A EXPOSIÇÃO, É NECESSÁRIO ENTREGAR POR ESCRITO, NÃO SÓ ESSA ANÁLISE INTERPRETATIVA, COMO TAMBÉM UMA RESENHA. 

16 comentários:

Nadine disse...

1ª Atividade do 4º Bimestre - ESCOLHA DOS CAPÍTULOS‏

Memórias Póstumas de Brás Cubas: Capítulo LXXXVI – O MISTÉRIO

Serra abaixo, como eu a visse um pouco diferente, não sei se abatida ou outra coisa, perguntei-lhe o que tinha; calou-se, fez um gesto de enfado, de mal-estar, de fadiga; ateimei, ela disse-me que... Um fluido sutil percorreu todo o meu corpo: sensação forte, rápida, singular, que eu não chegarei jamais a fixar no papel. Travei-lhe das mãos, puxei-a levemente a mim, e beijei-a na testa, com uma delicadeza de zéfiro e uma gravidade de Abraão. Ela estremeceu, colheu-me a cabeça entre as palmas, fitou-me os olhos, depois afagou-me com um gesto maternal... Eis aí um mistério; deixemos ao leitor o tempo de decifrar este mistério.

Justificativa: Escolhi esse capítulo, porque apesar de muito curiosa (tão curiosa que ás vezes leio as últimas páginas do livro, pra saber com antecedência o desfecho da história), gosto também de mistério e de imaginar o que pode ter acontecido, com o decorrer da história. E quando eu li esse capítulo, primeiramente achei que seria uma cena amorosa, depois, quando li “beijei-a na testa” e “gesto maternal”, mudei de idéia, e por fim, ficou a meu critério imaginar o que seria de fato!



Dom Casmurro: Capítulo LXXVII – PRAZER DAS DORES VELHAS

Contando aquela crise do meu amor adolescente, sinto uma coisa que não sei se explico bem, e é que as dores daquela quadra, a tal ponto se espiritualizaram com o tempo, que chegam a diluir-se no prazer. Não é claro isto, mas nem tudo é claro na vida ou nos livros. A verdade é que sinto um gosto particular em referir tal aborrecimento, quando é certo que ele me lembra outros que não quisera lembrar por nada.


Justificativa: Escolhi esse capítulo, porque me identifiquei com ele em partes, pois eu também tive uma crise do meu amor adolescente, que se espiritualizou com o tempo e diluiu-se no prazer. E também porque, eu tenho dificuldade para entender as obras de Machado de Assis e esse capítulo foi o que eu melhor entendi.

Nadine disse...

2ª Atividade do 4º Bimestre - O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA‏


Brás Cubas: Será que Virgília também está me desejando?


Virgília: Como eu queria sentir sua mão percorrendo meu corpo...



Brás Cubas: Nossos corpos arrepiados, suados... O lençol no chão, jogado.


Virgília: Te amar, que maravilha...


Brás Cubas: Que maravilha te amar!


Virgília: A preliminar que você faz é voluptuosa.



Brás Cubas: Você gosta que eu apalpe seus seios assim? Continua me excitando Virgília.


Virgília: Você me deixa endoidecida.


Brás Cubas: Eu amo esse seu jeito de me seduzir! Você me leva à loucura com esses seus gemidos! Não para, não para!


Virgília: Eu te satisfaço?


Brás Cubas: Você me satisfaz! ... Você me satisfaz por inteiro!


Virgília: Isso. Faz assim a noite inteira...

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

NADINE, APENAS GOSTARIA QUE PERCEBESSE QUE MACHADO FALA DA VIDA, BUSCA ENTENDÊ-LA COMO TODOS NÓS. ELE ESCOLHEU O CAMINHO DA LITERATURA PARA ISSO.

SERÁ DE QUE MISTÉRIO O NARRADOR SE REFERE????????

SERÁ QUE TUDO FICA CLARO NA VIDA OU NOS LIVROS??????

paaty_lavigne disse...

-> O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA ‏<-

Brás Cubas: Virgília, diga-me se também me desejas como eu a desejo.

Virgília: Brás, tu nao imaginas como gostaria de sentir todas as noites o teu corpo sobre o meu..

Brás Cubas: Então deixes de imaginar e sinta!

Virgília: Não fales assim! Eu enlouqueço, arrepio-me só de ouvir tua voz falando-me isso. Imagino milhares de coisas..

Brás Cubas: Então venha cá, pare de imaginar e sinta-me meu corpo sobre o teu, vamos nos amar sobre a luz das estrelas até o amanhecer!

Virgília: Que maravilha! Não sabes o quanto esperei por isso.

Brás Cubas: Eu te amo!

Virgília: Eu tambem o amo, muito mais do que se pode imaginar, muito mais do que todas as estrelas do céu..

Brás Cubas: Eu amo quando fala assim, me deixa louco; sinto ainda mais vontade de sentir o calor do teu corpo , a sua respiração em meus ouvidos..

Virgília: Eu amo esse seu jeito que exita, que seduz!

Brás Cubas: Então fiques em silêncio e apenas sinta-me.

Virgília: Sim, sim! Então nao pares e continues assim até o amanhecer.



- Paola Cristiane Nº32
- Nicolas Eduardo Nº29
2ºEMC

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

PAOLA E NÍCOLAS, O TEXTO ATENDE A PROPOSTA: VERSÃO DO DIÁLOGO ENTRE BRÁS CUBAS E VIRGÍLIA EM "MEMÓRIAS PÓSTUMAS... REVEJA O USO DA 3ª PESSOA NO LUGAR DA 2ª EM ALGUMAS SITUAÇÕES QUE É A PROPOSTA DO TEXTO DE VOCÊS.

paaty_lavigne disse...

-> O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA ‏<-

Brás Cubas: Virgília, diga-me se também me desejas como eu a desejo.

Virgília: Brás, tu nao imaginas como gostaria de sentir todas as noites o teu corpo sobre o meu..

Brás Cubas: Então deixes de imaginar e sinta!

Virgília: Não fales assim! Eu enlouqueço, arrepio-me só de ouvir tua voz falando-me isso. Imagino milhares de coisas..

Brás Cubas: Então venha cá, pares de imaginar e sinta meu corpo sobre o teu, vamos nos amar sobre a luz das estrelas até o amanhecer!

Virgília: Que maravilha! Não sabes o quanto esperei por isso.

Brás Cubas: Eu te amo!

Virgília: Eu tambem o amo, muito mais do que tu podea imaginar, muito mais do que todas as estrelas do céu..

Brás Cubas: Eu amo quando falas assim, me deixa louco; sinto ainda mais vontade de sentir o calor do teu corpo , a tua respiração em meus ouvidos..

Virgília: Eu amo esse seu jeito que exita, que seduz!

Brás Cubas: Então fiques em silêncio e apenas sinta-me.

Virgília: Sim, sim! Então nao pares e continues assim até o amanhecer.

- Paola Cristiane Nº32
- Nicolas Eduardo Nº29
2ºEMC

Desculpa a demora para rever professora..

xDrih disse...

Olá Professora,
O vídeo foi uma das tarefas mais difíceis que fiz (ganhou até das 12 tarefas da 5ª, 6ª e 7ª séries (rs)). O vídeo do pessoal do 2º EM A está muito interessante, principalmente por eles saírem à procura de informações.
Na feitura do vídeo foi quase impossível não guardar pelo menos o mínimo de informações do Realismo, Naturalismo e do Parnasianismo.
Quanto a análise dos professores ROBERTO ALVES E FREDERICO BARBOSA, posso afirmar que a partir da leitura desta, o livro Machadiano se ‘descomplica’ as poucos (o que é de grande valia).
Meu grupo já está se reunindo para a preparação do seminário sobre ‘ Amor de Perdição’, de Camilo Castelo Branco.
Boa noite professora ;*

Drielle Dias 2º EM B

Rodrigo disse...

O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA‏!

Brás Cubas: Oi, tudo bom?

Virgília: Tudo.

Brás Cubas: Quanto tempo que não a vejo. Senti saudades e vim lhe ver.

Virgília: Eu também senti saudades!

Brás Cubas: Lembrei-me da nossa juventude.

Virgília: Você se lembra de quando nos encontramos pela última vez na praça? Foi o dia mais feliz que eu tive em toda minha vida.

Brás Cubas: Queria voltar e recomeçar tudo.

Virgília: Quando aconteceu éramos jovens; hoje sou casada.

Brás Cubas: Mas nunca é tarde para recomeçar um amor tão puro como era o nosso! Você é a única pessoa em que eu penso! A minha vida só tem sentido se você estiver nela!

Virgília: Se me ama tanto, por que ficou longe tanto tempo?

Brás Cubas: Esqueça isso. Eu a amo!

Virgília: Eu sempre o amei e sempre irei amá-lo!

Rodrigo Alves Lima nº 30
2º EM B

Rodrigo disse...

Escolha dos capítulos!

Memórias Póstumas de Brás Cubas:Capítulo XVII-Os Vermes

Identifiquei-me com esse capitulo pelo simples fato de que os vermes roem os livros sem ter motivos reais; eles roem porque já é da natureza deles.
O mais interessante é que o autor tenta encontra a origem comum do oráculo pagão e do pensamento israelita, perguntando a um verme gordo que não sabe absolutamente nada dos textos que ele roeu.

Rodrigo Alves Lima n°30
Matheus Leão nº24

2º EM B

leonardo viniciu disse...

Memória Póstuma de Brás Cubas: Capítulo xvi - Uma Reflexão Imoral

Eu escolhi esse capítulo porque ocorre uma reflexão imoral, que ao mesmo tempo uma correção de estilo.E achei enteresante no capítulo xiv que Marcela morria de amor pelo Xavier.Gostei muito de uma frase que é dito nesse capítulo,"viver não é mesma coisa que morrer",eu queria fazer uma análise, aluns meninos e meninas falam Eu morro de amor por ele.Então quér dizer que você morre amando esse rapaz, e se ele separar de você, ainda ira morrer de amo por?
O que eu acho é quando esta no trecho "viver...", você vive de amor por essa pessoa, não falar eu morro de amor por ele.

Bom professora é o que eu acho com minhas palavras, foi o que eu melhor entendi.

Leonardo Vinícius Nº17
2ºEMB

leonardo viniciu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leonardo viniciu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leonardo viniciu disse...

O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA

Brás Cubas: Oi tudo bem?

Virgília: Tudo

Brás Cubas: Eu vim te ver, depois de passar tanto tempo que não avejo

Virgília: É, eu também, achei que você tinha batido as botas!

Brás Cubas: lembrei de ti falar

Virgília: O que, pode falar, estou
aqui para te ouvir?

Brás Cubas: Queria voltar a nossa juventude, em ficar do seu lado...

Virgília: Eu sei mas não da, somos velhos pra isso.

Brás Cubas: Mas o amor não tem idade!A única pessoa que eu penso na vida é você!O amor não tem barreiras para separarmos nos dois!

Virgólia: se você me à ama, porque demorou tanto tempo para me falar?

Brás Cubas: Porque não tinha como eu te procura, mas mesmo assim eu à amo!

Virgília: Eu sei, mas eu sempre te amei, e vou te amar para sempre!

Leonardo Vinícius Nº17
2ºEMB

willian disse...

O Velho Diálogo de Adão e Eva

Brás Cubas: Sentiu falta de mim, como senti de você?

Virgília: Sim senti muito sua falta.

Brás Cubas: Lembra se de nossa juventude quando eramos muito apaixonados,quando ficavamos agarrados,queria sentir novamente seu corpo junto ao meu...

Virgília: Lembro sim era maravilhoso!

Brás Cubas: Eu adoraria voltar a esse tempo...

Virgília: Mas somos velhos demais para isso você não acha?

Brás Cubas: Não a nada que possa impedir o amor...

Virgília: Se você quiser podemos fazer isso agora....

Brás Cubas: Eu adoraria mas queria te levar a um lugar muito especial! um lugar que adoravamos ir e que nimguem sabe e não saberam!para sentir seu cheiro,e a sua pele macia sobre a minha!

Virgília: Onde é,eu não me lembro?

Brás Cubas: Você não se lembra,foi o primeiro lugar que te levei quando nos conhecemos!

Virgília: Vou adorar ir la pois desde que nos conhecemos eu parei de pensar em você porque eu ainda o amo!

Willian Moraes n°41
2°EMC

willian disse...

ESCOLHA DOS CAPÌTULOS.

Memórias Póstumas de Brás Cubas:Capítulo XXXIV-A UMA ALMA SENSíVEL.

Eu escolhi esse capítulo pois achei interessante quando o autor diz "as cinco ou dez almas que me leem,há ai uma uma alma sensível"e tambem diz que "está decerto agastada com o capítulo anterior,começa a tremer pela sorte de Eugênia" pois ele quer mostrar como o leitor se sente ao ler o capítulo.


Dom Casmurro: Capítulo LXXVII-PRAZER DAS DORES VELHAS.

Eu escolhi esse capítulo na dor que ele cita é a dor do amor da adolescencia, e eu compreendi que essa dor é uma dor que foi se acabando com o tempo.


OBS:Professora ,desculpe a demora para mandar as atividades,é que eu não estava conseguindo enviar.Espero que considere minhas atividades.

Willian, 2°EMC N°41

Marcos Paulo disse...

> O VELHO DIÁLOGO DE ADÃO E EVA ‏<

Brás Cubas: Virgília, diga-me se deseja-me assim como eu a desejo.

Virgília: Brás, tu não não tem idéias de como gostaria de sentir seu corpo sobre o meu todos os dias de minha vida..

Brás Cubas: Então pare de imaginar e sinta!

Virgília: Não fale assim! Eu arrepio-me só de ouvir sua voz dizendo-me isso. Vou as nuvens assim..

Brás Cubas: Então, pares de imaginar e sinta meu corpo sobre o teu, vamos nos amar eternamente!

Virgília: Que lindo! Não tens idéia o quanto esperei por isso.

Brás Cubas: Eu te amo!

Virgília: Eu também o amo, muito mais do que tu podes imaginar, eu te amo incondicionalmente..

Brás Cubas: Eu amo quando falas assim comigo, me enlouquece; sinto mais vontade de sentir o teu corpo , a sua respiração em meus ouvidos..

Virgília: Eu amo esse seu jeito que me excita, que me seduz fora do normal!

Brás Cubas: Então fique quieta e apenas sinta-me.

Virgília: Sim! Então não pares e continue assim desse jeito até o amanhecer.

- Marcos Paulo de Campos
2ºEMC

Desculpa a demora professora!