sexta-feira, 7 de agosto de 2009

MACHADO PRESENTE COM DOM CASMURRO

Um comentário:

DESCOBRINDO-SE VIA LITERATURA disse...

Joaquim Maria Machado de Assis foi um dos maiores escritores da literatura brasileira, nasceu na cidade do Rio de Janeiro, um escritor, contista, poeta, pensador, dramaturgo, jornalista, novelista e romancista.

É considerado por muitos o maior escritor brasileiro de todos os tempos, e até mesmo por alguns o maior do mundo enquanto romancista e contista.


Machado tem vários clássicos na nossa literatura, como por exemplo Memórias póstumas de Brás Cubas que marcou o inicio do realismo no Brasil, Dom Casmurro que foi o livro que escolhi, cobrado no vestibular da UEM onde pretendo cursar, é a obra do escritor mais traduzida para outras línguas por ser um dos maiores escritores brasileiros entre outros.
Sua história já foi retratada como personagem do filme VENDAVAL MARAVILHOSO interpretado pelo ator Jaime Santos em 1949, e até mesmo na atualidade, no filme BRASILIA 18% POR Ludy Montes Claros em 2006. Ele também já teve sua imagem impressa nas notas de NCz$ 1,00 (um cruzado novo).
No livro DOM CASMURRO o autor não deixa claro se Bentinho (um dos personagens) foi traído ou não pela sua esposa Capitu. A história é narrada em primeira pessoa, onde Bentinho nos conta o que ele presencia, portanto nos permitindo conhecer apenas um lado da história.
Na juventude Bentinho era um menino apaixonado e inocente, que fazia de tudo pelo seu amor com Capitu, mas ao passar de alguns anos foi desenvolvendo um ciúme, uma desconfiança e acabou se tornando um homem amargurado.Por um momento até passou pela sua cabeça matar seu filho e a esposa, mas não fez nenhuma das coisas.

Capitu foi obrigada a ir para o exterior devido a vontade de seu marido.Bento passou anos sozinho e ao reencontrar seu filho, o tratou com frieza, como se não houvesse nenhum laço que os unisse, como se fossem pessoas desconhecidas, a amargura se tornou tamanha que no passar de algum tempo, ao saber da morte de Ezequiel nem se importou, com a chegada de uma carta, enviada por amigos com o preço do funeral, Bentinho chegou a dizer que pagaria o triplo.

O assunto retratado neste livro é um dos mais comuns hoje em dia, qualquer pessoa está sujeita a ser traída ou a entrar nesta paranóia, basta a desconfiança.


Ao ler Dom Casmurro entramos nessa duvida com o personagem, e ao fim ficamos nos perguntando quem estava certo, é uma história envolvente, que nos deixa ansiosos para chegar ao desfecho, realmente a expressão ler é viajar esta correta, pois este livro nos proporciona uma viagem ao passado do narrador personagem.

http://pessoal.educacional.com.br/up/570001/4580231/t201.asp?ale=70361