sexta-feira, 6 de maio de 2011

RECADO PARA OS 2º ANOS - 2º BIMESTRE 2011


Fique atento: as funções da linguagem ajudam a diferenciar um texto literário de um texto não-literário.
Para considerar se um texto é ou não literário, é preciso analisar sua função predominante, isto é, qual é seu objetivo principal. Se for informar de modo objetivo, de acordo com os conhecimentos que se tem da realidade exterior, ou se tiver um compromisso com a verdade científica, o texto não é literário, mesmo que, ao elaborar a linguagem, seu autor tenha feito uso de figuras de estilo, utilizado recursos estilísticos de expressão. A função referencial predomina no texto não-literário.
Já o texto literário não tem essa função nem esse compromisso com a realidade exterior: é expressão da realidade interior e subjetiva de seu autor. São textos escritos para emocionar, que utilizam a linguagem poética. Função emotiva e poética predominam no texto literário.
São esses os critérios que devemos considerar ao analisar e classificar um texto em literário e não-literário.

Exemplos de textos não-literários são: notícias e reportagens jornalísticas, textos de livros didáticos de História, Geografia, Ciências, textos científicos em geral, receitas culinárias, bulas de remédio.
Exemplos de textos literários são: poemas, romances literários, contos, novelas.
(
http://www.klickeducacao.com.br/conteudo/pagina_vestibular/0,6414,POR-505-,00.html)

Mas, afinal, o que é um texto literário? 
O que distingue um texto literário de um texto não literário?

O texto LITERÁRIO apresenta:
  • ficção: os textos não fazem parte da realidade;
  • função poética;
  • plurissignificação: as palavras
  • assumem diferentes significados 
  • dentro do texto (sentido figurado); 
  • subjetividade: expressão pessoal de 
  • experiências, emoções e sentimentos;
  • divisão em dois grupos: em verso e em prosa;
  • dupla interpretação.
Atenção!!!
Na Literatura, o escritor inventa, cria um mundo que não existia antes de ter sido escrito. Esse mundo pode assemelhar-se ao mundo real, mas não tem que corresponder exatamente a ele.
A realidade é apenas fonte de inspiração para a produção dos textos.


O texto NÃO LITERÁRIO apresenta:


  • realidade apenas traduzida;
  • função de informar, convencer, 
  • documentar, relatar, responder, 
  • explicar, dentre outros;
  • objetividade e clareza;
  • Normalmente, estruturação em prosa;
  • palavras em sentido real; 
  • uma única interpretação.


Atenção
No texto não literário o historiador, o jornalista, o pesquisador, o cientista, dentre outros, relatam as coisas como elas realmente são ou aconteceram. (http://www.varalliterario.net/2011/02/o-texto-literario-6-ano.html) 

  Literatura é um instrumento de comunicação e de interação social, ela transmite os conhecimentos e a cultura de um povo.

O texto literário se organiza em gêneros literários.
Os textos literários são divididos em dois grupos: textos em verso, textos em prosa.

Os textos em verso são os poemas, aqueles que são formados por versos; os textos em prosa são aqueles construídos em linha reta, organizados em frases, parágrafos, capítulos, partes... (CONTO, ROMANCE, CRÔNICA, MEMÓRIA LITERÁRIA, BIOGRAFIA LITERÁRIA).
Isto é, o texto literário se materializa em gêneros literários.


Gênero lírico
O gênero lírico é o texto no qual há a manifestação de um eu lírico, que expressa suas emoções, idéias, mundo interior ante o mundo exterior. São textos subjetivos, normalmente, os pronomes e verbos estão em 1ª pessoa e a musicalidade das palavras é explorada. Ocorre, geralmente, em versos, mas não necessariamente.

Olhei até ficar cansado
De ver os meus olhos no espelho
Chorei por ter despedaçado
As flores que estão no canteiro
Os pulsos e os punhos cortados
E o resto do meu corpo inteiro. (Titãs)


Gênero épico
Nos textos que pertencem ao gênero épico há a presença de um narrador que conta uma história que envolve terceiros.
Os textos épicos narram a história de um povo ou de uma nação, geralmente são textos longos envolvendo viagens, guerras, aventuras, gestos heróicos e há exaltação de heróis e seus feitos. Exemplo: Os lusíadas, de Luis Vaz de Camões.


Gênero dramático
O gênero dramático expõe o conflito dos homens e seu mundo, as manifestações da miséria humana. Os textos que são produzidos com o intuito de serem dramatizados em um palco, por isso pertencem ao gênero dramático, assim, os atores fazem o papel das personagens. Exemplo: as peças teatrais dos dramaturgos Martins Pena e Nelson Rodrigues 

A ARTE LITERÁRIA  SE MANIFESTA COM JEITOS DIFERENTES DEPENDENDO DO CONTEXTO DE PRODUÇÃO/DA ÉPOCA - ESTILO DE ÉPOCA OU MOVIMENTO LITERÁIO. BUSQUE EM http://www.editorasaraiva.com.br/atualeditora/pl/default.aspx?mn=70&c=0&s=53
PERÍODOS LITERÁRIOS

Também conhecidos como escolas, correntes ou movimentos, os períodos literários correspondem à fases histórico-culturais em que determinados valores estéticos e ideológicos resultam na criação de obras mais ou menos próximas no estilo e na visão de mundo. Diferenciam-se do estilo de época por terem uma abrangência maior, englobando circunstâncias como as condições do meio, as influências filosóficas e políticas, etc.
Assim, qualquer período literário (ou artístico) pressupõe:

· momento histórico delimitado (normalmente algumas décadas), onde se dá a adesão de vários escritores à normas e princípios comuns;
· conjunto similar de influências sociais, culturais e ideológicas agindo sobre as mentalidades;
· elaboração estética semelhante, seja nas técnicas de construção literária, no estilo, na temática e nos pontos de vista sobre o ser humano e a vida.
A ascensão, predominância e decadência de uma escola ou de um movimento não ocorrem arbitrariamente, apenas pela vontade dos artistas, mas resultam de um processo complexo de influências do espírito de cada época sobre os indivíduos.
Em certas circunstâncias históricas - crises políticas, mudanças violentas ou condições opressivas - a criação de uma arte nova, de um estilo novo e de uma nova maneira de registrar as coisas torna-se urgente para os escritores e os artistas em geral.
Entretanto, a vitória de uma nova corrente não apaga de todo o prestígio e a força da antiga. Podemos assistir à coexistência de movimentos opostos numa mesma faixa temporal. Logo as datas de início e fim de um período não implicam o predomínio automático de um período sobre outro, mas a tentativa de ordenação e simplificação pedagógica dos fenômenos literários.

Vá ao site: http://educaterra.terra.com.br/literatura/temadomes/temadomes_conceitosbasicos_7.htm



Didaticamente, a divisão da literatura brasileira em períodos seria representada assim:
PERÍODO ÉPOCA CARACTERÍSTICAS
Literatura Informativa
Séc. XVI Visão documental e paradisíaca da nova terra
Barroco
 Séc. XVII · Expressão ideológica da Contra-Reforma
· Conflito entre corpo e alma
· Temática do desengano
· Linguagem conflituosa e ornamentada
Arcadismo
Séc. XVIII · Ligação com o Iluminismo
· Celebração do racionalismo
· Razão = verdade = simplicidade
· Imitação dos clássicos
· Imitação da natureza (campestre)
· Canto da vida pastoril
Romantismo
(prosa e poesia) Primeira metade do séc. XIX · Individualismo e subjetivismo
· Sentimentalismo
· Culto da natureza
· Imaginação e fantasia
· Liberdade de expressão
· Valorização do passado
Realismo
(prosa) Segunda metade do século XIX · Objetividade
· Verossimilhança
· Racionalismo (análise psicológica e social)
· Predomínio do urbano
· Busca da perfeição formal
Naturalismo
(prosa) Segunda metade do século XIX Todas as características do Realismo mais:
· Cientificismo (adoção de "leis científicas" que determinam os personagens)
Parnasianismo
(poesia) Duas últimas décadas do século XIX · Objetividade e impassibilidade
· Teoria da Arte pela Arte (Verdade = Beleza = Forma)
· Perfeição formal: métrica e rima
· Temática (descrição de objetos e Antigüidade greco-romana)
Simbolismo
(poesia) Última década do século XIX · Subjetivismo
· Nova linguagem poética (sugestão, musicalidade, vaguidade)
· Utilização de símbolos e metáforas
· Culto do mistério
· Religiosidade mística
Pré-Modernismo
(prosa e poesia) Duas primeiras décadas do século XX · Mescla de estilos e temas
· Preocupação social
Modernismo
(prosa e poesia) 1922 - ? · Liberdade absoluta de expressão
· Valorização do cotidiano
· Linguagem coloquial
· Paródia e verso livre
· Ausência de fronteira entre os gêneros
· Nacionalismo crítico e irônico

1º Exercícios sobre o Romantismo ( SÓ RESOLVE CASO JÁ TENHA COMEÇADO A MONTAGEM DO TRABALHO EM GRUPO)

I. - Preferência pela realidade exterior sobre a interior.
II. - Anteposição da fé à razão, com valorização da mística e da intuição.
III.- Poesia descritiva de representação dos fenômenos da natureza. Detalhismo.
IV. - Gosto pelo pitoresco, pela descrição de ambientes exóticos.
V.- Atenção do escritor aos detalhes para retratar fielmente o que descreve.

1Assinale a alternativa correta.
Características gerais do Romantismo se acham expressas nas proposições:
( ) a) II e IV
( ) b) II e III
( ) c) I e IV
( ) d) II e V

2 - Machado de Assis representa a transição entre:( ) a)Arcadismo e Romantismo
( ) b)Barroco e Romantismo
( ) c)Romantismo e Realismo
( ) d)Parnasianismo e Simbolismo Negrito

3 - Assinale a alternativa que traz apenas características do Romantismo:( ) a)idealismo, religiosidade, objetividade, escapismo, temas pagãos.
( ) b) predomínio do sentimento, liberdade criadora, temas cristãos, natureza convencional, valores absolutos.
( ) c) egocentrismo, predomínio da poesia lírica, relativismo, insatisfação, idealismo.
( ) d)idealismo, insatisfação, escapismo, natureza convencional, objetividade.

4 - (UNIP-SP) Assinale a alternativa não-aplicável à poesia romântica;( ) a) O artista goza de liberdade na metrificação e na distribuição rítmica.
( ) b) O importante é o culto da forma, a arte pela arte.
( ) c) A poesia é primordialmente pessoal, intimista e amorosa.
( ) d) Enfatiza-se a auto-expressão, o subjetivismo, o individualismo.
( ) e) A linguagem do poeta é a mesma do povo: simples, espontânea.

5- (UFSE-SE) No período romântico brasileiro, os aspectos estéticos e os históricos ligaram-se de modo especialmente estreito e original: entre nós, o Romantismo deu expressão à consolidação da independência, à afirmação de uma nova Nação e à busca das raízes históricas e míticas de nossa cultura — características que se encontram amplamente( ) a) na poesia de Gonçalves de Magalhães influenciada pela de Gonçalves Dias.
( ) b) nos romances urbanos da primeira fase de Machado de Assis.
( ) c) nos romances de costumes de Joaquim Manuel de Macedo.
( ) d )na lírica confidencial de Álvares de Azevedo e de Casimiro de Abreu.
( ) e) na ficção regionalista e indianista de José de Alencar. (http://simplesmenteportugues.blogspot.com/2009/04/literatura-2-serie-ensino-medio.html)


2º Exercícios sobre o Romantismo ( SÓ RESOLVE CASO JÁ TENHA COMEÇADO A MONTAGEM DO TRABALHO EM GRUPO) 

1) (Cescem) - A visão do mundo, nostálgica nos românticos, explica-se:
a) Pelas ínúmeras guerras havidas na época do Romantismo.
b) Pela inadaptação aos valores absolutistas implantados pela monarquia brasileira.
c) Pelo descontentemanto da nobreza, que deixa o poder, e de parte da burguesia, que ainda não havia assumido ou que tivesse ficado à margem dele.
d) Pela contemplação de um Brasil conservador, baseado no latifúndio, no escravismo e na monarquia.
e) N.d.a

2) (PUC - RS) - De acordo com a posição romântica, é correto afirmar que:
a) A natureza é expressiva no Romantismo e decorativa no Arcadismo.
b) Com a liberdade criadora implantada no Romantismo, as regras fixas do Classicismo caem e "o poema começa onde começa a inspiração e termina onde termina esta".
c) A visão do mundo romântica é centrada no sujeito, no "eu" do escritor, daí a predominância da função emotiva na linguagem do Romantismo.
d) Todas as alternativas anteriores estão corretas.
e) N.d.a

3) (Brasíl - DF) - "Deus! Oh, Deus! Onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu'estrelas tu t'escondes
Embuçado no céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, senhor Deus?..."
Esta é a primeira estrofe de um poema que é exemplo de:
a) Lirismo subjetivo, marcado pelo desespero do pecador arrependido.
b) Lirismo religioso, exprimindo o anseio da alma humana em procura da divindade.
c) Lirismo romântico de tema político-social, exprimindo o anseio do homem pela liberdade.
d) Epopéia romântica da corrente indianista.
e) Romantismo nacionalista repassado da saudade que atormenta o poeta do exílio.

4) (UFPR) - Não é próprio do Romantismo:
a) Valorizar o indivíduo, o seu mundo interior, os seus sentimentos;
b) Explorar assuntos nacionais como história, tradições, folclore;
c) Idealizar a mulher, tornando-a perfeita em todos os sentidos;
d) Explorar assuntos ligados à antigüidade clássica, imitando-lhe os poetas e prosadores;
e) Valorizar temas fúnebres e soturnos.


24 comentários:

Eveelyn Criistina disse...

Apesar de eu não ter tido nenhuma aula sobre literatura no ano passado, estou aproveitando muito bem as nossas cinco aulas por semana que aborda o mesmo tema, pois agora sei diferenciar um texto literário de um texto não-literário, com suas devidas características, como, um texto literário possui uma linguagem pessoal, conotativa, plurisignificativa e expessiva, não tem compromisso com a verdade, é a recriação da realidade, é um texto subjetivo "dominado" pelas emoções de seu emissor, fala o que é; já um texto não-literário, possui uma linguagem denotativa, científica, impessoal, objetiva, informativa, tem compromisso com a verdade, fala do que é.
No gênero lírico, há presença do eu lírico que expressa seus sentimentos e ideias no texto subjetivo, normalmente, feito em primeira pessoa; no gênero épico o narrador conta histórias de outras pessoas, essas histórias podem ser de uma viagem, uma fato heróico ou de aventura, o maior escritor desse gênero é Luis Vaz de Camões; o gênero dramático aborda os conflitos do mundo perante à sociedade, alguns textos desse gênero são escritos para a dramatização, ou seja, em forma de teatro, assim os atores e atrizes passam a ser as personagens da história.
Peço desculpas por não ter postado no bimestre passado, confesso que foi um descuido meu, e prometo que isso não se repetirá.
Obrigada por retirar minhas dúvidas à respeito do tema citado acima.
Beijos. Evelyn Cristina, número 06, 2º Ensino Médio C (Büchner).

PS: não pegueuei as atividades ainda, pois decidi, primeiramente, finalizar a montagem do trabalho sobre Romantismo.

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

EVELLYN, ÓTIMA PARTICIPAÇÃO: CONSEGUIU APRRENDER A ESSÊNCIA DA EXPOSIÇÃO. SERÁ SEMPRE UM PRAZER REENCONTRÁ-LA POR AQUI QUANTAS VEZES QUISERES.
ATÉ.

Yasmin disse...

Boa Tarde Professora! Estou aqui para deixar meu comentário sobre as aulas que venho tendo com a senhora esse ano, primeiramente queria deixar bem claro que a Literatura , é um assunto maravilhoso, que nos envolve profundamente, e nos encanta.Mais além disso ,a literatura é dos estudos mais extensos, que já tive, não tive contato com ela no ano passado, mais esse ano estou preparada, além das atividades propostas, realizadas na sala de aula, meus estudos diários, tem me ajudado muito a compreender mais do assunto. Só que deve se haver atenção, já que ela envolve várias caracteristicas em seu contexto, por exemplo: deve- se saber identificar um texto literário e não literário, já que eles tem varias diferenças; O texto literário deve conter função poética, ser ficcional, palavras plurisignificativas,não tem compromisso com a verdade, subjetividade, é complementado pela emoção do escritor; O texto não literário, deve conter a função de convencer seu leitor, sendo assim precisa ser texto científico, e deve haver compromisso com a verdade.
Começando o 2º Bimestre , o primeiro passo é comentar, sobre a diferenças dos gêneros textuais. Começando por Gênero lírico; que vem a ser uma manifestação do eu lírico, expressa emoções, ideias, e seus pronomes e versos estão em 1º pessoa. Logo depois vem os Textos de gêneros épicos, que são normalmente longos, e há a presença de um narrador, que conta as histórias de navegantes, de guerras ou aventuras. E por ultimo, o gênero textual dramático, que expõe conflitos do homem e de seu mundo, esse gênero é muito encontrado em teatros, já que a dramaturgia, é um dos pontos fortes, de se expressar arte.
Este é um pouco do entendimento que tive, ao ler as postagens do blog, vou começar a estudar esse novo conteúdo, desde já, para não ter tantas dúvidas, durante o bimestre. Desde já agradeço !

Yasmin Jesus de Melo, número 35,2º EMC (Büchner).

Rafaela disse...

Boa tarde, Professora Piedade,bom eu entendi bem o que é ,e o que não é texto literário .Com seus exemplos aqui no blog entendi melhor, além da senhora ter explicado em sala de aula postou em seu blog varias informações importantes para não nós esquecermos...Muito obrigada mesmo um beijão e um ótimo fim de semana fique com Deus ... há ja finalizeio trabalho ''80 anos de poesia do MÁRIO QUINTANA''..


Rafaela Côrtes 2°ano do ensino medioC

Libânia disse...

Bom Professora com essa revisão de o que é texto literário e não literário eu consegui entender melhor pois da 1° vez que a senhora explicou fiquei com algumas duvidas sobre os textos literários ,mas com a revisão que a senhora passou ficou tudo bem mais claro .
Os exercícios sobre o Romantismo irei fazer assim que terminar de preparar o seminário .

Libânia Fernanda Saldão 2°D n°21

Lígia Prado disse...

Olá professora li o post da retomada do conteúdo sobre as diferenças entre textos literários e textos não literários , não possuo dúvidas com relação a este assunto, portanto apenas relembrei o que já foi estudado . Após a leitura sobre gêneros lírico ,épico e dramático pude compreender que no gênero lírico os textos são subjetivos , na maioria das vezes escritos em 1ª pessoa e em versos, onde o escritor expressa seus sentimentos e suas ideias ; no gênero épico os textos na maioria das vezes são longos , narrados em 3ª pessoa e relatam guerras , viagens e exaltam hérois e o gênero dramático são textos em forma de poesia ou em prosa , produzidos para serem encenados em palcos . É isso . Beijos

ariadnecazarino disse...

Boaa noite Professora , bom professora eu entendi mas ou menos sobre oque é texto literário e não- literário .
não-literários vou dar um exemplo : noticias .
literários vou dar um exemplo : poemas
bom professora foi isso que entendi , dei um exemplo só,
Beijos boa noite *-*

Ariadne Cazarino Galhardi nº05 2ºD

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

GOSTARIA QUE ARIDNE VOLTASSE A COMENTAR ACERCA DOS GÊNEROS LITERÁRIOS. E SE POSSÍVEL DESSE EXEMPLO.

Julia Moura disse...

Olá Professora!!!
Depois de várias aulas sobre Literatura e mais os posts do blog, aprendi que, é cada vez mais importante em nossas vidas e aprendizados. As explicações em sala de aula tiraram algumas de minhas dúvidas e com isso me ajudou a compreender o significado da Literatura.
Com as informações sobre texto literário e não literário, pude entender a diferenciar cada função, sendo assim o texto não literário são coisas do cotidiano como; receitas, jornais, noticiários, bulas de remédios, entre outros no dia- a –dia. Já o texto literário tem como; crônicas, poesias, poemas, prosas, romances entre outros de mesmo gênero textual. Como mesmo à senhora postou por aqui. Entretanto, não podemos nos esquecer o quanto a revisão é essencial para relembrar de pequenas coisas que fazem grandes explicações.
Posso ainda acrescentar em meu comentário, que texto literário nos dá a imaginação de cada assunto dado, como os textos não faz parte da realidade onde vivemos, com isso, nossa imaginação vai alem do que pensamos e nos surpreendemos a cada descoberta. Mas o que dizer sobre texto não literário? Como ambos é diferentes, o texto não literário fornece grandes e inúmeras informações que precisamos nos atualizar.
A Literatura é mais do que uma explicação, é um conhecimento para ajudar em futuro breve.
Em relação a gêneros, são divididos em três grupos; Gênero lírico com o qual, é um termo usado para demonstrar um pensamento do mesmo que está narrando, expressando suas emoções. O gênero épico é o texto que narram longas histórias de aventuras, envolvendo uma ou mais personagens de diversas formas. O gênero dramático é escritos para serem encenados em forma de peças de teatros, pois são conflitos dos homens ao mundo.

Sem mais!
Julia Moura 2°EMD

Thainara disse...

Olá Professora!
Retomando sobre Literatura,posso pautar alguns elementos fundamentais :
Nos textos literários a função poética é predominante,pois tem como objetivo emocionar o público-leitor; há também uma nova realidade que pode ser criada através dos textos literários,onde o fictício pode se tornar possível nesses textos.
Os não-literários, usam da forma objetiva para serem desenvolvidos,podendo retratar de algo que já ocorreu ou com a verdade científica.
Nesses textos é predominante a linguagem referencial.
Enquanto nos textos literários,predomina a função
subjetiva do autor.

Sobre os gêneros podemos dizer que são explorados da seguinte forma :
O gênero Lírico ,predomina as emoções do lírico que o escreve.
O gênero épico,são textos que narram histórias de grandes nações o povos.
O gênero dramático é o conflito do homem com o mundo ,onde explora a precariedade das pessoas que vivem na "miséria do mundo".
Por isso através desse "drama" são feitos peças teatrais explorando esse gênero.
Acredito que a literatura abrange meios muito maiores do que possamos imaginar, e que está presente nas pequenas coisas de nosso dia-a-dia e cotidiano.Basta olharmos ao nosso redor,veremos o quanto a literatura faz parte de nós.

Sem mais,Thainara 2ºD.

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

POR FAVOR, NÃO POSTE AS RESPOSTA SOBRE ROMANTISMO AQUI, PARA NÃO HAVER CÓPIAS. ESVIE-ME POR EMAIL.

Yasmin disse...

Boa Tarde Professora! Estou aqui para deixar meu comentário sobre as aulas que venho tendo com a senhora esse ano, primeiramente queria deixar bem claro que a Literatura , é um assunto maravilhoso, que nos envolve profundamente, e nos encanta.Mais além disso ,a literatura é dos estudos mais extensos, que já tive, não tive contato com ela no ano passado, mais esse ano estou preparada, além das atividades propostas, realizadas na sala de aula, meus estudos diários, tem me ajudado muito a compreender mais do assunto. Só que deve se haver atenção, já que ela envolve várias caracteristicas em seu contexto, por exemplo: deve- se saber identificar um texto literário e não literário, já que eles tem varias diferenças; O texto literário deve conter função poética, ser ficcional, palavras plurisignificativas,não tem compromisso com a verdade, subjetividade, é complementado pela emoção do escritor; O texto não literário, deve conter a função de convencer seu leitor, sendo assim precisa ser texto científico, e deve haver compromisso com a verdade.
Começando o 2º Bimestre , o primeiro passo é comentar, sobre a diferenças dos gêneros textuais. Começando por Gênero lírico; que vem a ser uma manifestação do eu lírico, expressa emoções, ideias, e seus pronomes e versos estão em 1º pessoa. Logo depois vem os Textos de gêneros épicos, que são normalmente longos, e há a presença de um narrador, que conta as histórias de navegantes, de guerras ou aventuras. E por ultimo, o gênero textual dramático, que expõe conflitos do homem e de seu mundo, esse gênero é muito encontrado em teatros, já que a dramaturgia, é um dos pontos fortes, de se expressar arte.
Este é um pouco do entendimento que tive, ao ler as postagens do blog, vou começar a estudar esse novo conteúdo, desde já, para não ter tantas dúvidas, durante o bimestre. Desde já agradeço !

Yasmin Jesus de Melo, número 35,2º EMC (Büchner).

ps: Professora, entrei no blog , para comentar novamente, pois havia sumido, mais para minha surpresa, ele está aqui !

Cidinha disse...

Queridos alunos dos 2º Anos C e D,
Acompanho o blog da Professora Piedade e fiquei encantada com a participação de alguns de vocês. Tenho certeza de que esse recurso é fantástico meio para ampliar os conhecimentos, além dos já adquiridos em sala de aula, aliás, das aulas sempre maravilhosas da professora ( sou fã dela... desculpe a tietagem rsrsr). Continuem postando comentários ricos e incentivem seus colegas a fazer o mesmo. Todos só têm a ganhar. Beijos a todos!
Cidinha - Coordenadora pedagógica.

ariadnecazarino disse...

Boa Noite professora . apesar de não ter aula de literatura ano passado eu acho a literatura super interessante e as aulas de literatura também , eu aprendi mas ou menos sobre textos literários e não literários.
Relacionando o texto literário ao não-literário, devemos considerar que o texto literário tem uma dimensão estética, plurissignificativa e de intenso dinamismo, que possibilita a criação de novas relações de sentido, com predomínio da função poética da linguagem. É, portanto, um espaço relevante de reflexão sobre a realidade, envolvendo um processo de recriação lúdica dessa realidade. No texto não-literário, as relações são mais restritas, tendo em vista a necessidade de uma informação mais objetiva e direta no processo de documentação da realidade, com predomínio da função referencial da linguagem, e na interação entre os indivíduos, com predomínio de outras funções.

Exemplos de textos não-literários são: notícias e reportagens jornalísticas, textos de livros didáticos de História, Geografia, Ciências, textos científicos em geral, receitas culinárias, bulas de remédio.
Exemplos de textos literários são: poemas, romances literários, contos, novelas.

Ariadne Cazarino 2ºD nº5

Evaldo Junior disse...

Boa noite ,eu tentendi o que e texo literário e não literário com estes exemplos que você pos no blog.


Evaldo Junior 2ºEMC

Leeo disse...

Olá Professora!
Através das aulas de Literatura,em sala de aula,pude compreender os aspectos dos textos literários e não literários,e partir daí saber diferenciar um do outro.Nos textos literários,há predominância da opinião do autor,seus sentimentos, sua emoções e principalmente sua subjetividade através da escrita.
Podendo haver uma recriação da realidade.
Já nos textos não-literários,se busca uma linguagem referencial,mais objetiva,podendo nos informar;a verdade é o principal elemento nesse contexto.

Sobre o genêro Lírico,Épico e Dramático, se pode notar diferenças no que diz respeito ao objetivo de cada gênero.
No Gênero Lírico,o autor demonstra acerca de seus sentimentos,suas opiniões.
No Gênero Épico,procura não falar de si próprio mas sim,conta sobre outras pessoas,através de histórias,podendo ser uma aventura heróica.
No Gênero Dramático,é explorado os conflitos de mundo em que muitas pessoas vivem,ou até mesmo seus próprios conflitos pessoais.
Esse gênero é bastante usado em filmes e telenovelas,onde os personagens dão vida a esse drama.

Fico por aqui, Leonardo Oliveira
2ºD.

Blood Games disse...

Eu entendi mais sobre textos literarios e não literarios com a as explicações claras e objetivas que a senhora fez.


Gabriel Silva Bastos n°08 2°EMC

Blood Games disse...

Eu entendi mais sobre textos literarios e não literarios com a as explicações claras e objetivas que a senhora fez.


Gabriel Silva Bastos n°08 2°EMC

amanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
amanda disse...

Olá Professora ,boa tarde!
Queria que soubesse que já li e estou estudando , os conteúdo recomendado pela senhora.Eu quero dar ênfase no assunto "Só para recordar", que esta retomando sobre a literatura, foi muito bom a senhora retomar este conteúdo pois consegui tirar algumas dúvidas .Esse conteúdo esta ajudando bastante no seminário.Como já comecei a montar o seminário , creio que já posso fazer os exercícios recomendado pela senhora .
Sem Mais!
Amanda 2°EMD.

camyla-costa disse...

Olá Professora !!!
Agora com esse trecho de literatura, entendi melhor o que é, e me ajudou bastante nos exercicios, e no seminario do meu grupo, pois meu grupo tinha bastante duvida sobre o que é texto literario e texto não-literario, agora sim sabemos diferenciar cada um deles, texto literário, em sentido amplo, é qualquer manuscrito: desde uma simples carta até uma reportagem em um jornal, um livro de física, uma lei do código penal etc, Já o texto literário não tem essa função nem esse compromisso com a realidade exterior: é expressão da realidade interior e subjetiva de seu autor. São textos escritos para emocionar, que utilizam a linguagem poética. Função emotiva e poética predominam no texto literário.Exemplos de textos não-literários: notícias e reportagens jornalísticas, textos de livros didáticos de História, Geografia, Ciências, textos científicos em geral, receitas culinárias, bulas de remédio.
Sem mais.
Camyla 2°EM D

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

ESPERO QUE JÁ TENHAM ENTENDIDO QUE:

escolas literárias contêm um conjunto de características que as definem e refletem o momento histórico e a forma de pensamento predominante em suas épocas. Conhecê-las é o primeiro passo para auxiliar o aluno na compreensão das obras.

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

Professora , devido à erros na pagina do Blog após comentário , decidi mandar por email .


Bom
As aulas de Literatura em sala de aula e após a apresentação do seminário do meu grupo , pode compreender de uma forma mais complexa o que seria um texto literário e um não literário'
O texto literário ele é composto por uma linguagem pessoal , ele não necessariamente se preocupa em relatar a verdade , e é "tomado" por emoções'
já o Texto Não Literário ele já expõe coisas do nosso cotidiano , tais como receitas , noticias , jornais entre outros .
Após as aulas de revisão e a apresentação do seminário , no momento estou sem duvidas'
Fico por aqui
Desde já agradeço'
Rodrigo Maia ; N° 26 ; 2°EMD ( Bunsen )


2° Comentário'

Anteriormente , não havia comentado , mais tinha lido alguns aspectos do blog sobre 80 Anos de poesia , que foi esse aspecto então que me ajudou a concluir a minha resenha'
Desde Já Agradeço'
Sem Duvidas No Momento'
Rodrigo Maia' ; N° 26 ; 2°EMD ( Bunsen )

Blood Games disse...

Boa tarde adorei o artigo que retoma os conceitos de texstos literarios e não literarios li agora aprendi mais com as explicações que são claras e objetivas.



Matheus Antonioli 2°EMC n°:15