domingo, 1 de maio de 2011

8ªs SÉRIES SE EXPRESSAM POR MEIO DE CRÔNICA ESPORTIVA... VALE A PENA CONNHECER...







Há vários sites e blogs que registram crônicas esportivas...       

 Vá lá 
http://cronicaesportiva.blogspot.com/  
Atente a essa preciosidade de Drummond em homenagem a Garrincha... 
 
A necessidade brasileira de esquecer os problemas agudos do país, difíceis de encarar, ou pelo menos de suavizá-los com uma cota de despreocupação e alegria, fez com que o futebol se tornasse a felicidade do povo. Pobres e ricos param de pensar para se encantar com ele. E os grandes jogadores convertem-se numa espécie de irmãos da gente, que detestamos ou amamos na medida em que nos frustram ou nos proporcionam o prazer de um espetáculo de 90 minutos, prolongado indefinidamente nas conversas e mesmo na solidão da lembrança.
Mané Garrincha foi um desses ídolos providenciais com que o acaso veio ao encontro das massas populares e até dos figurões responsáveis periódicos pela sorte do Brasil, ofertando-lhes o jogador que contrariava todos os princípios sacramentais do jogo, e que no entanto alcançava os mais deliciosos resultados. Não seria mesmo uma indicação de que o país, despreparado para o destino glorioso que ambicionamos, também conseguiria vencer suas limitações e deficiências e chegar ao ponto de grandeza que nos daria individualmente o maior orgulho, pela extinção de antigos complexos nacionais? Interrogação que certamente não aflorava ao nível da consciência, mas que podia muito bem instalar-se no subterrâneo do espírito de cada patrício inquieto e insatisfeito consigo mesmo, e mais ainda com o geral da vida.
Garrincha, em sua irresponsabilidade amável, poderia, quem sabe?, fornecer-nos a chave de um segredo de que era possuidor e que ele mesmo não decifrava, inocente que era da origem do poder mágico de seus músculos e pés. Divertido, espontâneo, inconseqüente, com uma inocência que não excluía espertezas instintivas de Macunaíma — nenhum modelo seria mais adequado do que esse, para seduzir um povo que, olhando em redor, não encontrava os sérios heróis, os santos miraculosos de que necessita no dia-a-dia. A identificação da sociedade com ele fazia-se naturalmente. Garrincha não pedia nada a seus admiradores; não lhes exigia sacrifícios ou esforços mentais para admirá-lo e segui-lo, pois de resto não queria que ninguém o seguisse. Carregava nas costas um peso alegre, dispensando-nos de fazer o mesmo. Sua ambição ou projeto de vida (se é que, em matéria de Garrincha, se pode falar em projeto) consistia no papo de botequim, nos prazeres da cama, de que resultasse o prazer de novos filhos, no descompromisso, afinal, com os valores burgueses da vida.
Não sou dos que acusam dirigentes do esporte, clubes, autoridades civis e torcedores em geral, de ingratidão para com Garrincha. Na própria essência do futebol profissional se instalam a ingratidão e a injustiça. O jogador só vale enquanto joga, e se jogar o fino. Não lhe perdoam a hora sem inspiração, a traiçoeira indecisão de um segundo, a influência de problemas pessoais sobre o comportamento na partida. É pago para deslumbrar a arquibancada e a cadeira importante, para nos desanuviar a alma, para nos consolar dos nossos malogros, para encobrir as amarguras da Nação. Ele julga que entrou em campo a fim de defender o seu sustento, mas seu negócio principal será defender milhões de angustiados presentes e ausentes contra seus fantasmas particulares ou coletivos. Garrincha foi um entre muitos desses infelizes, dos quais só se salva um ou outro predestinado, de estrela na testa, como Pelé.
A simpatia nacional envolveu Mané em todos os lances de sua vida, por mais desajustada que fosse, e isso já é alguma coisa que nos livra de ter remorso pelo seu final triste. A criança grande que ele não deixou de ser foi vitimada pelo germe de autodestruição que trazia consigo: faltavam-lhe defesas psicológicas que acudissem ao apelo de amigos e fãs. Garrincha, o encantador, era folha ao vento. Resta a maravilhosa lembrança de suas incríveis habilidades, que farão sempre sorrir a quem as recordar. Basta ver um filme dos jogos que ele disputou: sente-se logo como o corpo humano pode ser instrumento das mais graciosas criações no espaço, rápidas como o relâmpago e duradouras na memória. Quem viu Garrincha atuar não pode levar a sério teorias científicas que prevêem a parábola inevitável de uma bola e asseguram a vitória — que não acontece.
Se há um deus que regula o futebol, esse deus é sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar de tudo e de todos, nos estádios. Mas como é também um deus cruel, tirou do estonteante Garrincha a faculdade de perceber sua condição de agente divino. Foi um pobre e pequeno mortal que ajudou um país inteiro a sublimar suas tristezas. O pior é que as tristezas voltam, e não há outro Garrincha disponível. Precisa-se de um novo, que nos alimente o sonho.

Publicado no Jornal do Brasil, em 22 de janeiro de 1983, dois dias após a morte do craque. Publicado na Sibila com a autorização da Agência Literária BMSR, a quem agradecemos. Carlos Drummond de Andrade ©Graña Drummond www.carlosdrummond.com.br

O Fenômeno do fiasco e do marketing
Ronaldo Nazario de Lima, mais conhecido como Ronaldo fenômeno, resolveu aposentar-se justificando dores no corpo, culpando os medicamentos da tireóide, embora alguns médicos tenham alegado que tal medicamento não é incluso na lista de dopping.
Menino pobre do subúrbio carioca foi um dos jogadores mais cobiçados do futebol europeu. Em 1998 na Copa do Mundo, foi o pivô do fiasco do Brasil na final contra a França, mas deu a volta por cima sendo ídolo na Copa da Coréia-Japão em 2002.
Viveu os dias do “liberou geral” da Copa da Alemanha trazendo de volta o fracasso de 2006. No primeiro dia de 2008 foi eleito o pior jogador do primeiro semestre do Campeonato Italiano. Em 2009, voltou ao Brasil para “jogar” no Corinthians, grande jogada de marketing. Após ter conquistado dois títulos neste mesmo ano, ficou mais de molho do que em campo, não apenas pelo excesso de peso, mas também devido a suas faltas nos treinos para farrear com supostas “moças” de origem duvidosa.
Fracassou, no ano seguinte, em pleno centenário do Timão (não levou nada!), e assim resolveu pendurar as chuteiras, após a desclassificação nos Pré-Libertadores 2011. Na hora da despedida, Ronaldo chorou e também fez o Presidente do Corinthians chorar de preocupação, porque as receitas do clube dependiam dele.
Para a indústria do futebol ele foi, e ainda é, um dos maiores marketeiros na atualidade do esporte, sua vida pessoal sempre passou por muita visibilidade, além das graves lesões, também foi flagrado ingerindo bebidas alcoólicas e fumando cigarros, hábitos estes que não condizem com a imagem de atleta que ele próprio tenta e consegue vender.
O fato mais marcante foi o escândalo envolvendo as já referidas “moças”. Depois de suposta tentativa de extorsão, o caso foi parar na polícia. Estranhamente, dois dos travestis que tentaram extorqui-lo, faleceram, fato que passou praticamente despercebido pela mídia.
Impressionante é que esse lamentável episódio não é usado pelas torcidas adversárias para irritá-lo.
Ronaldo associou-se com a WPP (Agência de Marketing Britânica) e fundou a 9nine. Pretende, agora, vender tanta roupa e suvenir que vai engordar sua aposentadoria, tanto quanto ele mesmo!
Agora só falta parar na hora certa!
(Yohana de Sousa Munhoz – 8° Mendeleev)


Os times de futebol nunca tiveram um goleiro com tanta ousadia e habilidade como Rogério Ceni.Um goleiro que começou sua carreira ainda jovem, e que até os dais atuais segue firme, não muito bem como no início; sua idade avançada já o atrapalha;mas ainda continua sendo um jogador com um 'nome de peso' ,ainda mas que a pouco tempo se tornou um goleiro com 100 gols, Rogério além de defender o gol ele bate faltas com muita classe.
Ainda não descarto a hipótese dele se aposentar ; no jogo sempre há hora de parar para ficar na lembrança só os momentos brilhantes de sua carreira, como Pelé . Parar na hora certa para conseguir ser um exemplo ,para se tornar 'O Rei Pelé ' (Rafaela Cristine - 8ª série C)
Pequenas “Anas Botafogo”

Não há coisa mais incrível do que ver as dançarinas de GRD ou Ballet Classic , exibindo suas belas pontas e saltos numa coreografia apaixonante. Foi assim que a cidade de Lorena, em 2008 conquistou o titulo de cidade dos “pés leves” , após as bailarinas de GRD (Ginástica Rítmica Desportiva) ganharem um concurso de dança, competindo com Guarulhos e Cachoeira Paulista.
  Os Jurados da competição comentavam que as meninas mais pareciam “anjos” dançando. A leveza a graciosidade. Tudo chamava atenção para as pequenas dançarinas, desde um simples plliê , ou um movimento qualquer de uma das mãos, até um spakat no ar, ou uma ponta de pé bem feita.
  Em 2009 , mais especificamente 7 de setembro no desfile das escolas da cidade , as “meninas de ouro” , da escola de GRD ,C.S.U. , deram um verdadeiro show entre brilhos e pinturas de bandeiras nos rostos. Impressionando até o prefeito da cidade fez questão de parabenizar a professora coreografa e as pequenas “Anas Botafogo” , pessoalmente.
  Em julho de 2010, as bailarinas fracassaram em uma apresentação , deixando cair uma das meninas , sendo esta a “ponta” da pirâmide humana ,que teve a terrível ‘sorte’ de quebrar o braço esquerdo não podendo assim continuar o espetáculo , prejudicando o grupo que com um numero ímpar de meninas , acabaram dando um show de saltos desastrados e uma terrível falta de organização.
  Messes após o fracasso do grupo, na apresentação de natal , as “pés leves” reconquistaram sua fama em meio a formosas coreografias e passos, contando a história do menino Jesus.
  Afinal bailainas que são bailarinas nunca perdem a ponta de pé.(Paula Renata de Abreu Pereira 8ª Mendeleev.)



Semifinal: o encontro dos grandes clubes

  No domingo, 1/05/2011, estádio do Pacaembu, a Rede Globo um dos maiores clássicos brasileiros: Corinthians e Palmeiras, dois times que brigam pela vaga na final do campeonato paulista de 2011.
  O árbitro apita o início do jogo, assim começa o primeiro tempo com o Palmeiras pressionando muito o Timão. O Palmeiras estava indo bem até que Danilo, jogador do Palmeiras, acaba dando um carrinho em Liédson, e é expulso logo no primeiro tempo.
  Felipão ficou muito irritado com a expulsão do jogador Danilo, acabou batendo boca com o técnico do Corinthians que logo depois ofendeu o árbitro e foi expulso do campo.Assim terminou o primeiro tempo 0 a 0.
  No início do segundo tempo foi escanteio para o Palmeiras que, em 10min de jogo,quando Marcos Assunção cruza e Leandro Amaro abre o placar para o Palmeiras,o timão fica desesperado,até ser escanteio para o Corinthians que empata o jogo com o gol de Willians,acabou o segundo tempo em 1a1.um empate que foi para as decisões por pênalti. Uma disputa muito acirrada nos pênalti,mas quando o jogador, João Vitor do Palmeiras,vai para a cobrança,o goleiro, Julio Cesar do timão consegue agarrar corintianos a bola,para a felicidade de todos nós.
  Agora quem será o campeão paulista Corinthians ou Santos. ( MARIA ISABEL - 8ª SÉRIE C)  

Último passo para grande final



 No dia 01/05/2011,no estádio do Pacaembu é iniciado mais um dos maiores clássicos brasileiros:Palmeiras e Corinthians pela semi-final do Campeonato Paulista.
 O árbitro apita para o início do jogo,no primeiro tempo numa dividida com Liédson, Danilo é expulso e não teve mais novidades no primeiro tempo.
 Começa o segundo tempo,e,logo ,aos 10min, Leandro Amaro abre o placar para o Palmeiras, Titi, o técnico do Corinthians, fica desesperado substitui Dentinho pelo Talismã Wiliam. Logo depois de ter entrado, o próprio Wiliam empata o jogo įpos um escanteio batido por Jorge Henrique, Felipão, o técnico do  Palmeiras, perde a cabeça ofende o árbitro e é expulso assim acaba o segundo tempo.E vai para os pênaltis.
 Os torcedores dos dois times estava querendo a vaga pra final, e assim começam as cobranças. Os cinco primeiros chutes de cada time se concluíram em gol.
 No sexto pênalti batido pelo João Vitor, jogador do Palmeiras, Julio Cesar, goleiro do Corinthians, leva a melhor com uma bela defesa. Agora a vaga para final esta nas mãos de Luiz Ramirez.
 Ramirez vai para bola faz o gol e comemora muito. Agora esperemos ansiosos para saber quem será o campeão Paulista de 2011. (João Pedro da silva 8ª C/Linus Pauling).

 O soberano Timão



  Após quatro anos de vitorias do Corinthians sobre o São Paulo, sendo onze jogos, os dois times voltaram num confronto emocionante no dia 27 em Barueri.
  Jogo mais emocionante, o primeiro tempo foi digno de um clássico que até do rei Pelé se ajoelharia pra o bolão que ambos os times estavam jogando.
  Aos 39 minutos do primeiro tempo Dagoberto chutou da entrada da área e mandou no ângulo esquerdo do gol de Júlio Cezar: 1 á 0.
  E a torcida que gritava o nome do feitor do tão belíssimo gol, que já era de se esperar de um jogador de qualidade como ele, logo depois a torcida começava a gritar o nome do camisa dez, Rivaldo, cujo o técnico do São Paulo, Carpegiane não colocou em tão importante jogo, merece a forca.
  O time tricolor, ficou o primeiro tempo inteiro forçando a zaga corithiana, e anos 45 minutos teve outra chance de ampliar o placar com Fernandinho, foi por água abaixo, literalmente pois ao receber a bola de Dagoberto escorreu em uma suposta “poça d’gua” alega o jogador em entrevista, sendo que no dia não havia chuva.
  No segundo tempo, aos 8 minutos, um jogador sofre uma falta, e o MAIOR goleiro do mundo Rogério Ceni, atravessa o campo, ajeita a bola com carinho e chuta no canto direito de Júlio César, chute digno dos Deuses, fazendo assim o centésimo gol de sua carreira sendo o goleiro de mais gols na história do futebol, pela CBF noventa e oito gols, considerado pelo tão “honesto” presidente Ricardo Teixeira de está no poder a mais de vinte anos.
  No final do segundo tempo, como último suspiro,Dentinho recebeu na estrada da área e chutou, fazendo o primeiro e último gol do time.
  E assim acabou esse confronto emocionante, com uma prova de confiança dos torcedores do São Paulo que mesmo enfrentando tanto preconceito no Futebol Brasileiro ainda consegue ser o melhor time do Brasil. (Paulo Henrique 8° Linus Pauling)


Barcelona ou Real Madrid ?

  Já começava a entardecer em muitos cantos do Brasil, em alguns países já era noite e em outros começava a amanhecer, seja em qualquer canto do mundo, nossos olhos se voltavam a televisão, seja velha, nova, analógica ou digital, os olhares para os grandes amantes do esporte fixavam no maior clássico do mundo, Barcelona e Real Madrid disputavam o primeiro jogo das semi-finais da Liga dos Campeões. De um lado o "Todo Poderoso" Real Madrid, recheado de estrelas milionárias vindas dos mais diversos países do mundo e do outro lado o "Humilde" Barcelona, com seus jogadores feitos em casa.

  Assim que começava o jogo, todos voltavam a comentar sobre o que ali poderia acontecer, nos primeiros minutos, digo apenas que me frustei ao ver Cristiano Ronaldo não tentar um drible, não dar uma enfeitadas nos lances, não ser o português que um dia o mundo teve orgulho de chamar de Melhor do Mundo, antes dos quinze minutos nada demais nas duas equipes, chutes sem perigo para cá, chutes sem perigos para lá, Pepe o cão de guarda do Real corria feito um Tigre rumo a sua presa, sem medo de levar dribles, Messi apenas defendia como podia, Marcelo na lateral do Madrid jogava tal como Roberto Carlos em seus dias áureos, "Como joga esse brasileiro" dizia e ouvia os outros repetirem essa frase, enquanto Daniel Alves bancava a babá de Di Maria. Um primeiro tempo que desandava, brigas na saída aos túneis, jogo truncado, sem vontade de sair do zero a zero.Como se não bastasse a expulsão de Pepe, Mourinho leva dois amarelos e também sai de campo que técnico é esse? Sem a força de Pepe na marcação, Messi dominava seu cachorrinho adestrado e fazia o que esperavam dele, passes em profundidades e boas arrancadas, Joseph Gaurdiola, mostrava que sua estrela podia ser mais brilhante que seu rival, Afellay entrava e com ele o espiríto do time mudava, uma boa jogada pelo lado direito, uma escorregada de Marcelo, um passe para dentro da área e quem para completar pro gol? É lógico o atual melhor do mundo, Lionel Messi,méritos e méritos,acho que Messi não pode ser assistido em um campo de futebol, tem que ser em um teatro, cinema,o que ele faz de tão diferente? Ele faz o simples, domina a bola, conduz ela,passa pelos seus três marcadores em uma fantástica jogada e faz o segundo gol dele no jogo, Messi venceu mais uma vez. Termina o jogo, e Madrid era humilhado com 0 x e Messi e companhia. Parece que Barcelona vai ser campeão mais uma vez, pois o jogo de volta será em casa e o Barcelona está mais uma vez com a faca e o queijo na mão,pergunto se alguém consegue parar o Barcelona,não por um jogo, mais por uma temporada inteira,ou se alguém consegue parar Messi, não ninguém pelo menos por enquanto.



Futebol x luta livre



 Se bater for sinônimo de jogar bem, a Holanda ganhou de lavada do Brasil. Em 2010, a Laranja Mecânica ganhou da Seleção Canarinho na base do jogo e na base do punho fora os fatais erros de arbitragem que quase viraram bordão entre os brasileiros "O Kaká não fez nada, seu juiz".
 Foram eles "guerreiros" para casa sem vitória e um sério machucado em Elano causado em Brasil x Costa do Marfim, mas espera um minuto: a dita seleção canarinho que apanho e sofreu mais uma Copa perdida foi a mesma que levou um cartão vermelho no nome de Felipe Melo que no desespero de marcar o gol da vitória e uma aparente sede de vingança ou sabe-se la o que realmente pisou no jogador da Holanda, Robben.Esse foi um lance realmente impressionante o mundo se chocou com o que viam naquele instante numa explosão de fúria de Felipe.
 Robben driblava Felipe quando derrubou o adversário e ainda pisou na coxa dotal jogador, tentou arrancar - lhe a bola e depois num ato de cinismo esplêndido, deu um sorriso que estava tudo bem, as mil maravilhas. Esse não foi o primeiro caso que retrata bem a violência desse jogador, Felipe Melo chuta o rosto do adversário no jogo Juventus x Parma, é expulso e ainda vê seu time goleado de 4 x 1.Felipe Melo, a grande decepção brasileira, atua mais uma vez.


Qual o problema dessa Copa?....

  Será que houve um receio do fim da copa sem verde e amarelo, ou foi a escala do técnico Dunga tão julgada e criticada pelo povo, ou foi a pressão nos jogadores, quem sabe não foi culpa de Paul, o polvo, que previa os jogos (que descanse em paz!), não tenho explicação melhor que "quem sabe !"
  E o grande desfecho? Jogo violento, a nossa querida Seleção Canarinho, dita melhor do mundo, perde a Copa mais uma vez. Choraram mais uma vez aqueles meninos no campo, e os meninos nas salas da casa junto com seus pais. (Rafaela Oliveira, 8ª série A)


Depois de uma partida eletrizante,SESI supera o Cruzeiro e leva o titulo da Superliga Masculina de Vôlei 


Ciente de que poderia derrotar um forte adversário,jogadores do SESI entram em campo somente com a ideia de derrotar o Cruzeiro.A partida,que foi exibida no Mineirinho em Belo Horizonte e também em redes nacional e internacional,pela Rede Globo neste dia 24 de abril de 2011.

O SESI parecia não se importar com a pressão. Mostrava empenho na defesa, disposição no ataque, mas errava saques. Melhor para o Cruzeiro, que aproveitava o excesso de força do adversário para equilibrar as ações. Chegou a ter o comando do placar no primeiro set, mas logo o SESI viu a reação.

Quando o time do Cruzeiro percebeu a importância dessa partida,já era tarde demais.O jogo já estava no quarto set de 15/6 para o SESI, e então,como num piscar de olhos, o Cruzeiro foi derrotado com Murilo jogando a bola para Sandro que levantou a bola para o vitorioso ataque de Vini que alcançou 25/17 para o SESI.

Após a partida ,Giovani o ex-jogador e gora treinador do time do SESI, diz:” Fico muito honrado e feliz de ter tido a oportunidade de comandar uma equipe maravilhosa como essa. Quero agradecer à minha família” - antes de tomar um balde d'água na cabeça.

Com o título, Giovani se torna o segundo brasileiro a ser campeão da Superliga como atleta e como treinador. Iguala o feito de Marcelo Fronckowiak, técnico do Minas . (Otávio Augusto Barbosa da Costa 8ª série A (John Dalton)

Decepção alheia

O clássico do domingo,feriado do dia do Trabalhador (1/05/11) entre Palmeiras e Corinthians,em que houve discussões e expulsões inusitadas que terminou com a vitoria do Corinthians por pênaltis.

Desde o começo da semana,todos já estavam discutindo sobre os resultados de dois jogos nos dias 30/04 e 1/05,respectivamente,Santos X São Paulo e Corinthians X Palmeiras.Do primeiro, o vencedor foi o Santos e do segundo (para nossa felicidade!) o Corinthians.

Quem abriu o placar foi o Palmeiras com um gol de Leandro Amaro que não deixou de comemorar.Claro que a torcida corintiana ficou com aquele medo básico,já que esse jogo era “bobeou,dançou”.

Nos 21 minutos do primeiro tempo, o palmeirense Danilo foi expulso por uma entrada violenta em Liedson .O primeiro jogo em que vi um técnico ser expulso.Motivo:Por causa da expulsão de Danilo,Felipão,Marcos e Kleber partiram para cima do quanto árbitro e reclamaram muito.O treinador foi além e fez sinal de roubo,o que provocou sua expulsão.

Tite não gostou da manifestação do adversário e entrou na discussão dizendo o que muitos concordaram “Toda hora é você.Só fala,só fala”,disse fazendo gestos com a boca,o que irritou mais ainda Felipão que respondeu as provocações e teve de ser retirado do campo por uma escolta policial.

Ainda por cima,antes de sair,Felipão disse para que tirassem Tite do gramado também e mandou que a torcida ficasse de olho no resto da partida.

A parte mais engraçada ou frustrante da partida,dependendo da perspectiva,foi quando Valdivia deu sue polêmico “chute no vácuo” e sentiu uma lesão e teve que ir para o banco.Claro que a parte da lesão não é legal,mas o fato dele não saber que o certo é chutar aquela coisa que gira e não o ar em volta dela! Sim.

No segundo tempo,o Corinthians empatou com um gol de William,e a torcida vibrou.O Palmeiras,ainda que em desvantagem,tinha a chance de virar o jogo,algo que nem ele nem o Corinthians fizeram.

O jogo terminou no  1 a 1,mas como era um jogo eliminatório teve os pênaltis.Os dois times fizeram cinco gols,mas foi ,quando João Vitor teve seu pênalti pego por Júlio César,que toda a torcida alvinegra viu a esperança de ir para a final.E quando Ramirez fez o sexto gol a torcida corintiana,que estava em menor número,vibrou,gritou e pulou.

Só restaram aos jogadores palmeirenses saírem do campo com as mãos no rosto escondendo a vergonha de perder em casa para os alvinegros.A torcida preto e branca gritava”O Pacaembu é nosso!”.Decepção total para os palmeirenses que saiam do estádio cabisbaixos.
Após o jogo,vi na Internet a revolta dos palmeirenses com Felipão.Todos ainda diiam que o Corinthians havia jogado mal ,roubado e que iriam perder feio para os santistas no próximo domingo na decisão do Campeonato Paulista 2011.
Será mesmo?!Esse é um fato verdade ou pura dor de cotovelo palmeirense?!Uma pergunta que será respondida no jogo Timão X Santos no próximo domingo,na Vila ou no Parque São Jorge. (Bianca Valéria de Aguiar nº 04  8ª Linus Pauling -- C)

Festival de tirar o fôlego !

   A cidade de Jacareí,no interior de São Paulo,voltou a ser palco do Jump Festival.A sexta edição do evento aconteceu nos dias 31 de março até 3 de abril na Arena montada na Avenida Getúlio Dorneles Vargas,em frente ao 41º Batalhão da Polícia Militar,e tinha entrada gratuita.A competição,que era organizada pela Confederação Brasileira de Esportes Radicais (CBER) ,abrigou dois circuitos:o Brasileiro de FMX,disputado pelos principais profissionais do país,e o Nacional de Bike e Skate,realizado entre amadores,porém o de FMX foi o que garantiu a presença de quase todos,já que o(Joaninha,penta campeão brasileiro de FMX)tinha dito que ia aparecer no evento.
   Assim como em 2010,quando cerca de 12 mil pessoas prestigiaram o Jump Festival,as disputas de skate e BMX vertical e street,além dos voos e manobras espetaculares,como;o backflip do FMX,prometeram agitar a cidade do Vale do Paraíba.Foram dois dias de treinos livres,um de eliminatórias e outro destinado ás finais.Aproximadamente 200 atletas,entre amadores e profissionais,foram esperados.As inscrições eram gratuitas e limitadas,e podiam ser feitas no próprio local. 
   E,no evento,Joaninha sentiu a pressão dos adversários,que na visão do vencedor continuavam aprimorando suas manobras."O nível de todos estava muito alto,deu para perceber a evolução do esporte.Apesar de conseguir mandar alguns backflips,as outras manobras não estavam saindo tão bem assim.Estava me sentindo um pouco pressionado"disse Joaninha,mas os competidores não chegou nem ao seus pés,e,graças a seus famosos backflips incríveis,ele já tinha garantido sua vitória em mais um evento,o que já era de se esperar,mesmo eu,não conhecendo todos os participantes do evento,já imaginava que o famoso "Joaninha" ganharia,pois ele era "O Cara" pelo o que todos diziam,e depois de seu espetáculo impressionante,eu tive certeza e concordei com todos sobre ele.  
 (Gustavo Claudiano de Almeida - Série:8ºA"John Dalton")
  Uma licão de Cidadania e de bom Vôlei

No dia 9 de abril de 2011, um jogo de vôlei espetacular acontecia. Além dos rallys incríveis, o time Vôlei Futuro passa uma mensagem contra o preconceito homossexual, com o jogador Mario Junior usando uma camiseta com as cores do arco-íris.
Vôlei Futuro ganhou do Cruzeiro, com um placar de 3×2. Uma vitória difícil, já que a bola insistia em não cair.
Achei ótima a idéia do Vôlei Futuro. Não só eu, mas também toda a torcida abraçou a idéia e exibiu várias mensagens de apoio.
Inacreditável mesmo foi o lance de Mario Junior, que recuperou a bola quando todos pensaram que isso não era possível. Esse aí é craque!
Uma verdadeira lição do Vôlei Futuro: tanto de cidadania, quanto de bom vôlei. Isso é que é jogo!(Guilherme Castelani - 8ª série A)


A Derrota do "invencível"
 Foi no dia 23 de março de 2011, o jogo mais esperado para corintianos e sãopaulinos, o clássico Corinthians vs São Paulo.
      Todos os corintianos cantavam vitória, pois era um tabu de 11 jogos sem perder, e os sãopaulinos querendo a vitória mais do que nunca, para acabar com o tal tabu.
      Começa o jogo, sãopaulinos nervosos, e os corintianos tranquilos, como se estivessem ganhando a partida.
      O jogo foi muito tenso, muito ativo, um time igual o outro, até que, aproximadamente, aos 40 minutos do primeiro tempo, Dagoberto (atacante do São Paulo), soltou um foguete no canto esquerdo do goleiro Julio César, levando a torcida a loucura, e deixando os corintianos preocupados. Assim terminou o primeiro tempo, 1 a 0 tricolor.
      Começa o segundo tempo, a torcida tricolor cantando e a alvinegra apreensiva, e logo aos 15 minutos do segundo tempo, falta para o São Paulo perto da meia-lua, Rogério Ceni vai para a bola, ajeita com carinho, e chuta, a bola vai indo, vai indo, e entra na "gaveta", sem chances para o goleiro, 2 a 0 São Paulo, e a torcida vai ao delírio com o 100º gol, uma marca histórica para o futebol.
      Mas, o jogo começou a ficar violento, Alessandro (Corinthians) e Dagoberto foram expulsos, com isso, Dentinho (Corinthians), diminuiu para o Corinthians, animando a torcida. Mas... como ninguém é perfeito, num contra-ataque do São Paulo, Dentinho agrediu Rodrigo Souto (São Paulo), e foi expulso, aí ficou 10 contra 9, e facilitou para o São Paulo segurar o placar até o final do jogo, quando o juiz apitou. Foi uma explosão de alegria, e o tabu de 11 jogos foi quebrado!
      E 2 a 1 acabou o jogo, com o 100º gol histórico de Rogério Ceni, para a festa sãopaulina.
Fábio Augusto Ribeiro Nº8 (8ª Mendeleev).

Barca ou Real?   
     
O que falar do jogo do dia 20/04/2011?! Quem ganhara a partida? Aquelas perguntas que todas as pessoas a de saber.
Quem jogara melhor?  Cristiano Ronaldo, O ”CR7”, ou o Lionel Messi, o melhor jogador do mundo? O inevitável aconteceu para eles.``Deu`` Real Madrid.
Com o passe do lateral esquerdo da Espanha, numero 4, nada mais nada menos que Sergio Ramos, ganhou a assistência com o passe para ele Cristiano Ronaldo o número 7
Logo depois os jogadores do Real Madrid foram festejar em cima de um ônibus pelas ruas de, quando aquele que ganhou a assistência, o número 4, deixou a taca cair de suas mãos... Será pelo olho gordo dos barcelonenses?! (Vinícius Martins- 8ª série C).


Goleiro Vacilão

No domingo do dia 16/01/2011, se enfrentaram Corinthians e Portuguesa no Pacaembu. Aos 19 minutos do segundo tempo Roberto Carlos (lateral-esquerdo do Corinthians) se prepara para cobrar um escanteio, após o apitar do árbitro, Roberto Carlos começa a correr em direção à bola, enquanto o goleiro vai arrumar seu time, Roberto chuta a bola de trivela e é gol! Ele vai direto comemorar com seus colegas de time o primeiro gol olímpico de sua carreira aos 36 anos de idade. Depois de um tempo, o juiz finaliza o jogo que acaba em 2x0 para o Corinthians.
Foi um gol gostoso de fazer. O goleiro estava arrumando a defesa e bati rasteiro, fazendo a bola pegar mais velocidade”, diz Roberto Carlos.
Agora eu me pergunto: como é que o goleiro vai arrumar a defesa logo depois que o árbitro apita para o Roberto Carlos cruzar?! Essa eu não entendi, mas ainda bem porque eu sou corinthiana roxa. (Andrea Santos 8ª série A).

Libertadores não é dessa vez!

 Como é triste lembrar-se da derrota e a eliminação na Libertadores. E esse jogo mesmo corinthians x tolima.
    Não foi nada fácil pro Corinthias Ele tentava,tentava e nada de fazer um gol pra felicidade dos torcedores, mas tem um ditado que diz: '' quem não faz
gol,toma,'' e infelizmente,foi o que aconteceu.
  Naquele dia,a sorte não estava para Corinthias mesmo, já bastava um gol,mas não.Tolima continuou confiante em fazer o segundo gol e valeu á pena.
   E como se não bastasse,o Corinthias conseguiu duas façanhas inéditas para os clubes brasileiros: ser eliminado na fase Pré-Libertadores e cair na competição continental sem marcar nenhum gol sequer.
(Andreza Martins 8ª série A).


A LUTA DO SÉCULO

Nenhuma uma luta de mma ( artes marciais mescladas ) gerou tanta
espectativa na história do esporte. A luta acontecera na madrugada
de sabado para domingo , em Las Vegas , no Ultimate Fighting Championschip
(UFC) , os brasileiros Anderson Silva e Vitor Belfort , serão assistidos por milhares
de pessoas no mundo inteiro. De um lado Anderson Silva , o dono do cinturão
da categoria médio desde 2006 , e , do outro lado , Vitor Belfort que lutava
no evento desde 2009 , quando derrotou o norte-americano Rich Franklin
por nocaute técnico , Vitor Belfort , por isso é o maior desafiante de
Anderson Silva no octogono . Nessa íncrivel , luta , Vitor Belfort
levou a pior ; tomou um chute no rosto e desmaiou , dando a
vitória a Anderson Silva , após 1min e 14 seg
. (Pedro Henrique  de Siqueira e Ribeiro - numero de chamada : 34  /  8 serie A (JOHN DALTON).

Meninos da Vila

 Por mais difícil que parece, os meninos que jogam no Santos, não merecem mais ser chamados de meninos, pois, nessa quarta-feira (20/04/2011) fizeram um jogo que era considerado o jogo mais importante do ano, se não vencesse estavam fora da Copa Santander Libertadores que reúne os melhores clubes da América do Sul.

  Apesar do adversário ser o fraco desportivo Tátira, o peso do jogo era gigantesco pois era o segundo jogo na Libertadores pelo Santos no comando de Murici Ramalho Tetracampeão brasileiro, mas ele sem nenhuma Libertadores, A competição mais importante que um clube da América do Sul pode estar.
  O jogo em si, foi bom, seria melhor, se o Desportivo fosse melhor, mas a torcida lotou o estádio do Pacaembu, já que a Vila Belmiro e muito pequena.Neymar foi o nome do jogo com um gol e participando, praticamente, de todas as jogadas o mais importante acertando quase todas.Final do jogo 3 x 1 Santos mais fora o chocolate, e nas oitavas-de-final vem agora o América do México. Quero ver se eles seguram Ganso, Neymar, Zé Love, Elano, Arouca e muito mais.
  Um lance do jogo que vale apena destacar: Neymar vem da esquerda corta dois, toca para Zé Love que fura mais recupera, a bola, toca para Danilo que faz o gole mata o jogo. (Alexandre Machado Moreira - 8ª série A).




39 comentários:

Mozart@#@$#@$%@32135165 disse...

oi prof estou gostando mto desse tipo de crônica e os outros crônista da escola estao mto craques no assunto rs

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

MOZART, CONCORDO PLENAMENTE CONTIGO.

otavio.jac disse...

Olaaa Professora gostei da leitura das crônicas da sala achei legal a participação de todos!!!! Também achei que me superei!!!!!

Otávio Augusto 8ªJohn Dalton

fc303seannat disse...

Olá professora,A crônica esportiva é um gênero muito bom, e legal de se trabalhar.
Estou com uma pergunta: A crônica esportiva precisa precisamente ter uma linguagem coloquial, com girias etc...?

Paulo Henrique 8° Linus Pauling

fc303seannat disse...

Precisa precisamente FAIL#

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

PAULO, É CARACTERÍSTICA DA CRÔNICA USAR UMA LINGUAGEM MAIS INFORMAL POR SER MAIS PRÓXIMA DA ORALODADE E DO COTIDIANO.

Skate disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Skate disse...

Eae professora parece que todo muito na escola ja ta caque em cronica pelo menos as oitavas neh. Gostei muito das cronicas apesar da maioria falar de futebol, seria bom se cada um falasse de um esporte diferente para reconhecermos o talendo em cada esporte.
Mais enfim adorei as Cronicas e estaum muito beim feitas.
Gabriel Andrade Cãmara nº11
8ª Jonh Dalton

Bianca disse...

Semifinal do campeonato paulista
Corinthians x Palmeiras

No jogo deste domingo do dia 01/05, válido pela semifinal do campeonato paulista ,o Corinthians empatou 1 a 1 com o palmeiras

O jogo aconteceu no Pacaembu e no tempo normal o jogo foi bastante polêmico, com expulsões, lesões, provocações e muitas emoções (apenas não sei dizer quem se emocionou mais o Timão com a sua vitória ou o verdão com sua perda “lamentável” para eles é claro).

O Corinthians com um ponto a mais pressionou o Palmeiras até o intervalo do jogo, mais na etapa final viu o ‘RIVAL’ crescer, levou o gol de Leandro em 8 minutos. Reagiu quando tite colocou William no lugar de Dentinho. (essa troca deu certo)

Daí em diante, o jogo foi equilibrado, com um palmeiras se mostrando forte mas sem poder de fogo nas finalizações, e o Corinthians mais cauteloso esparando a hora certa. Pra finalizar nos pênaltis o Timão sai vitorioso com um placar de 6 a 5

O Corinthians, com certeza já superou o trauma da libertadores e agora vai encarar o santos, em dois jogos. Tem chances de sair com a taça nas mãos mais precisa jogar bem e melhor. (não que não tenha se saído bem mais o santos também não são nada fracos).

Bianca disse...

Bianca Ap. n 3 8ªlinus pauling

GH13 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
GH13 disse...

Terça feira, 3 de maio de 2011

Professora,
Estou recuperando minha ausência dessa segunda feira. Não garanto que estará tudo pronto até a aula de hoje, mas já comecei a fazer os exercícios sobre Pronomes relativos.
Sobre a crônica esportiva, irei digitá-la e te mando por e-mail.

Guilherme Catelani - nº15
8ª Série A / 8ª Série J.Dalton

guuhkennedy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
guuhkennedy disse...

Professora,já lhe enviei minha crônica esportiva por e-mail,mais postarei ela aqui :)


Festival de tirar o fôlego !



A cidade de Jacareí,no interior de São Paulo,voltou a ser palco do Jump Festival.A sexta edição do evento aconteceu nos dias 31 de março até 3 de abril na Arena montada na Avenida Getúlio Dorneles Vargas,em frente ao 41º Batalhão da Polícia Militar,e tinha entrada gratuita.A competição,que era organizada pela Confederação Brasileira de Esportes Radicais (CBER) ,abrigou dois circuitos:o Brasileiro de FMX,disputado pelos principais profissionais do país,e o Nacional de Bike e Skate,realizado entre amadores,porém o de FMX foi o que garantiu a presença de quase todos,já que o(Joaninha,penta campeão brasileiro de FMX)tinha dito que ia aparecer no evento.
Assim como em 2010,quando cerca de 12 mil pessoas prestigiaram o Jump Festival,as disputas de skate e BMX vertical e street,além dos voos e manobras espetaculares,como;o backflip do FMX,prometeram agitar a cidade do Vale do Paraíba.Foram dois dias de treinos livres,um de eliminatórias e outro destinado ás finais.Aproximadamente 200 atletas,entre amadores e profissionais,foram esperados.As inscrições eram gratuitas e limitadas,e podiam ser feitas no próprio local.
E,no evento,Joaninha sentiu a pressão dos adversários,que na visão do vencedor continuavam aprimorando suas manobras."O nível de todos estava muito alto,deu para perceber a evolução do esporte.Apesar de conseguir mandar alguns backflips,as outras manobras não estavam saindo tão bem assim.Estava me sentindo um pouco pressionado"disse Joaninha,mas os competidores não chegou nem ao seus pés,e,graças a seus famosos backflips incríveis,ele já tinha garantido sua vitória em mais um evento,o que já era de se esperar,mesmo eu,não conhecendo todos os participantes do evento,já imaginava que o famoso "Joaninha" ganharia,pois ele era "O Cara" pelo o que todos diziam,e depois de seu espetáculo impressionante,eu tive certeza e concordei com todos sobre ele.


Gustavo C. de Almeida

guuhkennedy disse...

OBS:nº16
8º A[John Dalton]

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

RAFAEL E OTÁVIO, CONCORDO PLENAMENTE COM AMBOS.

lip_sjc disse...

Oi professora,
eu sou o Filipe 8ªA
eu não tenho a minigramática,e na biblioteca da escola não tem.
Onde posso comprar ?

βяєŋø de Ŀucα disse...

Professoa,
Li as crônicas dos outros alunos, estão muito boas. Já a minha, mandarei para o seu e=mail.

Breno de Luca
8ªA (John Dalton)

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

FILIPE, PEÇA ALGUÉM EMPRESTADO A MINIGRAMÁTICA. TENHO CERTEZA QUE SEUS COLEGAS NÃO VÃO NEGAR ESSE CARINHO.
ATÉ

fc303seannat disse...

Prof, a minha Crônica esportiva já está com a senhora, em folha de almaço, a senhora vai publica-la?

Paulo Henrique 8° Linus p.

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

PAULO, VOCÊ PRECISA ENVIÁ-LA POR EMAIL PARA DEPOIS EU PUBLICÁ-LA. SEGUDA TE DEVOLVO.
ATÉ

lip_sjc disse...

Oi profª
quando a senhora pediu pra fazer crônica esportiva eu achei que não saberia fazer...mas depois que fiz achei bem legal

LeehSantossz disse...

Olá professora as crônicas estão uma melhor do que a outra.
Fico muito grata por ter elogiado minha crÔnica.
Espero que voce poste mais crônicas estou gostando muito!
Letcia Santos nº25 8ºJohn Dalton

Déêboraa -* disse...

Professora,já enviei minha crônica esportiva por e-mail,mais postarei ela no blog .

Empate e a festa Botafoguense

No dia em que comemoramos o Dia das Crianças, um fato inédito aos torcedores Alvinegros fez com que o sol brilhasse mais forte. Mesmo que as nuvens negras tentassem tomar conta do céu. O Estadio Olimpico João Havelange recebeu Botafogo e Avaí, onde, visivelmente, formou-se um mar preto e branco, perfeito de se admirar. Bandeirões , Torcedores alucinados, parecia fim de campeonato Brasileiro em que se disputava páreo o primeiro lugar. A começar pelo inicio do jogo. o Botafogo mostrou vontade, porém, faltaram habilidades nas finalizações. Durante o primeiro tempo, o Avai se esforçou para conseguir abrir o placar, frente á sua torcida foi realmente complicado visualizar a torcida do time Catariense em meio aos Botafoguenses. Mas a quantidade não interfere em partidas do futebol.
Aos 28 do primeiro tempo, Jobson driblou dois atacantes do Avaí e bateu um bolão no travessão, levando susto a Martini, goleiro do Avaí. Dentre faltas e chutes perigosos, quem abrio o placar foi justamente o Avaí. Em cobrança de falta, Caio mandou a bola para Emerson que abriu o placar, aos 37 do 1° tempo.
Após a cobrança de falta do gol do Avaí, o Técnico do Botafogo foi expulso por não concordar com a falta. O mesmo foi tirar satisfação com o auxiliar , Altemir Hausmann, e acabou levando cartão vermelho, Conclusão: Desespero Botafoguense. Aos 44 Wellington perde a disputa da bola com William, que marca o segundo gol do Avaí na partida. Intervalo e pânico alvinegro.
Durante o segundo tempo, o Botafogo levou muito perigo á zona do Avaí, porém, com muitos passes e finalizações errados. O empate só veio aos 33 com Victor Simões. Novamente que marca, deichando tudo igual no Engenhão. Os jogadores enfurecidos, foram reclamar, que acabou expulsando William, do Avaí.
O botafogo teve chance de virar o jogo, Victor Simões, sofreu falta na entrada da área e, em vez de apitá-la, o arbitro deu fim de jogo, os jogadores foram aplaudidos em meio a gritos de '' Valeu Fogo ! ''. Engana-se quem pensa que os problemas foram somente dentro de campo, definitivamente, se as olimpíadas fossem hoje, O Brasil receberia o Titulo de '' Vergonha Mundial ''. Durante o intervalo, não havia mais água e refrigerante para que os torcedores pudessem consumir. Em calor infernal, todos aglomerados, com sede, o que se tinha a fazer era esquecer e , ironicamente, produzir saliva. Um absurdo! não houve organização. Mesmo que o público não tenha sido estimado, há de se conver, em pleno feriado e com o time em um pingo de ascensão, mais de 5 mil Torcedores no Estádio.
O que se foi de Vangloriar, em um dia destinado ás crianças que morreram de sede no Estádio, Aposto! foi a torcida que compareceu, completando 40 mil espaços no Engenhão. Mesmo com irregularidades, a festa foi bonita e o apoio ao time era o que realmente estava faltando. O Botafogo fez a festa das crianças, mesmo pelo empate 2x2 com o Avaí. Com este resultado vai descer duas posições e esta em 12°, o Botafogo permanece na 16° posição. Três pontos á frente do primeiro time do Z-4




Débora Garcia 8ªC Linus Pauling N° 9

fabio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fabio disse...

Oi professora, aqui é o Fabio Augusto da 8ª Mendeleev, estou aqui para fazer o comentário sobre as crônicas

Enfim... achei todas muito interessantes, e legais de lerem, resumindo: as crônicas estão muito boas !

(Obs: As que falam bem do Corinthians estão ruins!)

Tchau professora, fui
Beijo

GH13 disse...

Professora,

Gostei de ter escrito esse tipo de texto. Creio que não só eu, mas também outros alunos se deram bem com o gênero.

Ps: Gostei do novo design do seu blog, facilitou um pouco a leitura.

Ps2: Meu nome está escrito errado, corrija para mim depois, por favor.

Guilherme Catelani - nº15
8ªA / 8ª J.Dalton.

Yohana_SM disse...

Olá companheira, já mandei em vosso e-mail a cronica esportiva.. As cronicas estão realmente muito boas.

Yohana SM
8° Mendeleev

ESPAÇO DE LÍNGUA E LITERATURA disse...

CONCORDO QUE OS ALUNOS SE DERAM MUITO COM O GÊNERO CRÔNCA, POIS ELAS ESTÃO MUITO BOAS. LEIA E COMPROVE.

Comentando o Comentar disse...

kk' vlw professora por publicar a minha crônica no Blog, mas que isso?
kk a senhora pôs MAIOR em letra maiúscula mas já até sei, se tratando do Rogério ceni MAIOR é pequeno (:

Paulo Henrique 8° Linus Pauling

Natty disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Natty disse...

Olá companheira,como já havia te dito meu caderno esta com a Paula,então não pude te enviar a crônica,pois ela não me devolveu e deu o meu caderno pra outra pessoa me entregar na quinta-feira e essa pessoa não me entregou e faltou na sexta-feira,passei o final de semana extremamente nervosa pois não tinha meu caderno em mão para te enviar a crônica.Espero que compreenda,pois agora não irei emprestar o meu caderno pra ninguém.Irei fazer uma nova e te enviarei o mais rápido o possível.

Obrigada!!espero que me compreenda,e entendo perfeitamente se não quiser aceitar a minha crônica.
8ª Mendellev

vinicius disse...

oi professora e o vinicius martins vi aki no seu blog so para te dar um oii e falar que nao conseguir achar a tarefa postada no seu blog, *nao sei mexer em blog *

vinicius disse...

oi professora so vim aki para dizae um oi e falar que nao achei a atrefa no blog *nao mexer muito em blog*

Tainah disse...

oi professora me passa o seu email para eu te mandar a minha cronica.

Tainah G. 8 série D mendelleve

leticia disse...

Eu estou achando muito intressante trabalhar com cronicas esportivas!Esta sendo muito legal produzi-las!

Karine 8ªJohn Dalton

Alee Ramos disse...

Olá Professora gostei muito das crônica esportivas postadas gostei mesmo só falta o meu XD

só que eu perdi o e-mail da sala a senhor poderia repassar para mim na sala ok??

ABRAÇÃO

Alexandre Ramos 8°C Linus Pauling

Yohana_SM disse...

Professora, realmente o pessoal se deu bem na criação de cronicas!

google accunts disse...

palmeiras minha vida
palmeiras como o proprio nome indica,que precisa de palmadas pois é um menino levado:
gosta de aprontar quando a gente acha" que ele esta, ruin, ele nos supreende com uma vitória e o mesmo u acontece quando achamos que vai ganhar como ontem do corinthians.
ganha dos grande e perde para os pequenos este é o palmeiras.
gustavo c. de souza 8 linus pauling